terça-feira, 8 de julho de 2014

Politicagem & Corrupção




No latim "corruptus", estragado, podre. Na biologia: Corrupto (Callichirus major) - São muitos, não aparecem, e são difíceis de capturar. adj e s.m. Alguém que se comporta de modo desonesto, normalmente, refere-se aos que estão em cargos públicos e prejudicam a nação e o povo.
No mundo todo, os políticos se ocupam com o que o povo faz, e ninguém se ocupa em o que fazer pelo povo. No Brasil, não é diferente. TODOS, sem exceção, se ocupam em abocanhar cargos, empregar apaniguados, e se locupletar.
A campanha eleitoral já está nas ruas, e os caras-de-pau não se acanham em se apresentar como sendo ferrenhos 'defensores do povo' imbuídos dos mais elevados sentimentos patrióticos. Balela!
Confiram aqui... ( http://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-2014/sistema-de-divulgacao-de-candidaturas ).
São ONZE candidatos disputando a vaga de presidente; outros ONZE candidatos disputando a vaga de vice-presidente; CENTO E QUARENTA candidatos disputando as 27 vagas de governador; outros CENTO E QUARENTA candidatos disputando as 27 vagas de vice-governador; CENTO E QUARENTA E SEIS candidatos disputando as 27 vagas de senador (um terço do Senado Federal); e nada menos que QUATRO MIL, QUINHENTOS E NOVE candidatos disputando as 513 vagas de deputado federal.
Temos ainda a impressionante quantidade de ONZE MIL, DUZENTOS E VINTE E OITO candidatos disputando as 1.059 vagas de deputados estaduais e, pasmem, outros NOVECENTOS E OITENTA E QUATRO candidatos disputando as 24 vagas de deputados distritais no Distrito Federal.
São nada menos que DEZESSETE MIL, CENTO E SESSENTA E NOVE candidatos engalfinhados em uma `briga de foice no escuro`, onde a regra é o golpe baixo, e as malandragens mais ordinárias são levadas a cabo sem o menor constrangimento.
Bom seria se os eleitores tivessem a plena consciência de que os políticos, TODOS eles, são comparáveis a um bebê. Um canal alimentar com um grande apetite numa ponta e nenhum senso de responsabilidade na outra. E quando faz 'cagadas', espera que outros limpem a sujeira.
Façamos então aos candidatos algumas PERGUNTAS NÃO RETÓRICAS:
1 - QUEM PERDE SE A EDUCAÇÃO PÚBLICA fosse DECENTE? Já sabemos que são as escolas particulares, onde muitos donos SÃO POLÍTICOS ou os PARTIDOS POLÍTICOS que recebem doações dessas redes particulares para CAMPANHAS POLÍTICAS. Com a escola pública decente não precisaríamos das particulares.
2 - QUEM PERDE SE A SAÚDE PÚBLICA fosse DECENTE? Já sabemos que são as empresas de planos de saúde que tem POLÍTICOS como sócios ou os PARTIDOS POLÍTICOS que recebem doações dessas redes particulares para CAMPANHAS POLÍTICAS. Com a saúde pública decente não precisaríamos dos planos de saúde.
3 - QUEM PERDE SE A SEGURANÇA PÚBLICA fosse EFICAZ e EFICIENTE? Já sabemos que são as empresas de SEGURANÇA PRIVADA que tem POLÍTICOS como sócios ou os PARTIDOS POLÍTICOS que recebem doações dessas empresas para CAMPANHAS POLÍTICAS. Com a segurança pública decente não precisaríamos das empresas privadas para transportes de valores ou para guardar sua casa, condomínios.
Eles chamam a essa balbúrdia inconsequente de democracia, mas lembremos Carlos Drummond de Andrade: “Democracia é a forma de governo em que o povo imagina estar no poder”. Não se deve esperar que a solução de qualquer problema venha dos políticos, pois os políticos são o problema. Políticos assumem cargos para fazer negócios! Não podemos mais tolerar que se locupletem às nossas custas, e usem a repressão policial para calar os que ousam desafiar. Quando você não pode fazê-los ver a luz, faça com que sintam o calor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário